• Conferência Aprovados

    4 Novembro 2016
    274 Views

    conferencia-aprovados

    Continue Reading
  • O perigo da falta de Deus no lar

    9 Setembro 2016
    351 Views

    Por se tratar de uma instituição divina, a família tem sido atacada desde o Éden por inimigos carnais e espirituais. No mundo moderno, esse ataque tem sido extremamente violento, a ponto de muitos já duvidarem da necessidade de constituir família. Por trás de todo o ataque à família, está o inimigo de Deus e dos homens, Satanás. E poucos sabem disso. As famílias cristãs, quando verdadeiramente cristãs, são as que estão em melhores condições, espirituais e morais, de reagirem e vencerem os ataques diabólicos contra o lar. Veremos agora alguns dos terríveis inimigos do lar e da família, e como combatê-los. A falta de Deus é o inimigo número um do lar. Ele se revela quando o ambiente em casa é destituído de espiritualidade. Quando Deus está presente no lar, sente-se uma atmosfera diferente, agradável e santa. O pai e a mãe se unem aos filhos para servirem ao Senhor. Deus é o hóspede invisível, mas real, que domina o ambiente da família. Em cada canto da casa, pode-se sentir Deus. Há harmonia entre todos. Há louvores. Há devoção sincera ao Senhor. As coisas de Deus são colocadas em primeiro lugar e o lar é uma continuação da igreja. Por outro lado, quando Deus não está no lar, sente-se que o ambiente é carnal, pesado, cheio de manifestações mundanas. Não se louva a Deus, mas a criatura. Não se ora, não se busca o Senhor. A Bíblia, se existir, está escondida. As músicas são profanas. Não existe harmonia no casal nem nos filhos. As coisas materiais estão em primeiro lugar. Só se pensa em prazeres materiais, riquezas, dinheiro, diversões e coisas mundanas! a casa é uma continuação do mundo. É bom não esquecer o que diz o salmista: “Se o Senhor não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam” (Sl 127.1). Quando o Senhor edifica, as bases, as colunas, as paredes espirituais, os muros ficam fortalecidos pelo Supremo Arquiteto. Mas os pais, para começarem com Deus e continuarem com Deus, precisam cumprir os seus deveres cristãos, como já foi dito antes.

    Em resumo, para ter Deus no lar, é necessário:

    – Ter no lar uma vida de oração;

    – Realizar o culto doméstico, adorando a Deus com a família;

    – Cultivar e estimular no lar a leitura da Bíblia Sagrada;

    – Levar a família, cedo, ao ambiente sadio da igreja;

    – Estar vigilante quanto às “astutas ciladas do Diabo” contra o lar;

    – Combater todas as formas de infiltração do materialismo ateu, seja por via da escola, dos meios de comunicação (tevê) ou de outras pessoas;

    – Levar a família a ocupar-se no serviço do Senhor.

    Portanto, salve sua família enquanto há tempo.

     

    Extraído e adaptado:
    Pr. Paulo Marks Cozendey Siqueira – Mestre em Teologia
    Continue Reading
  • Em quem você tem confiado?

    25 Maio 2015
    981 Views

    Todos nós passamos por momentos difíceis na vida. As crises aparecem das maneiras mais variadas, e surgem nas áreas mais diversificadas. Seja no casamento, seja no financeiro, seja no sentimental, independentemente da nossa vontade elas vêm. Muitas vezes, enquanto andamos pela “estrada da vida” aparece uma placa dizendo: Crise a cinco quilômetros. Outras vezes, elas surgem do nada, de maneira inesperada, sem ter dado aviso.

    E nesses momentos tão complicados, muitas vezes na hora que nos sentimos bastante inseguros, é que temos que tomar uma decisão que pode mudar o rumo das nossas vidas. E uma decisão errada pode trazer danos muito difíceis de serem reparados! Às vezes quando chegamos nessas encruzilhadas estamos sozinhos. Outras vezes, são tantas pessoas que estão à nossa volta opinando que nem sabemos a quem dar ouvidos. Mas uma decisão tem que ser tomada: para que lado dessa encruzilhada eu vou? Sigo em frente? Vou para a direita ou para a esquerda? Sabe, nessas horas “não importa o que sabemos, mas sim em quem confiamos”.

    Muitas vezes nos lembramos que Deus é nosso Pai, mas nos esquecemos que também o escolhemos para ser nosso Senhor. E só quem está consciente desta condição de servo sabe que no momento da crise, quando chegamos na encruzilhada, a decisão para qual lado nós vamos seguir não é nossa, e sim de Deus. A única coisa que nós precisamos fazer é perguntar para Deus: Senhor meu e Deus meu, o que devo fazer? Por favor, Senhor, em nome de Cristo Jesus me dá a direção. Aí o Senhor nos diz: vire à direita e siga por esse caminho de terra. E nós, numa atitude que denota incredulidade, perguntamos: mas Deus, se eu seguir em frente à estrada é asfaltada e boa para dirigir! Por que eu tenho que vir por essa estrada de terra toda cheia de buracos? Eu acho que não é Deus quem realmente está falando comigo.

    É preciso entender que Deus muitas vezes nos permite que passemos por momentos difíceis. Em Lucas 4:1, vemos que o Espírito levou Jesus ao deserto: “…e foi levado pelo Espírito ao Deserto.” O deserto é um lugar feio, sem vida, difícil de caminhar, mas foi o Espírito que conduziu Jesus para lá. Mas para quê? “Então, pelo poder do Espírito, voltou Jesus para a Galiléia…” (Lucas 4:14) Para que quando o Senhor saísse do deserto, depois de ser tentado, depois de estar em jejum durante 40 dias, ele pudesse continuar sendo guiado pelo Espírito mais e mais cheio do poder de Deus. E é assim que o Senhor também faz com nossas vidas. Já reparou que o piloto de Rally dirige facilmente nas estradas de asfalto? E dificilmente o contrário acontece. Deus nos leva à estrada de terra para que quando ele nos guie de volta ao asfalto nós possamos dirigir tranquilamente.

    É para isso que as crises servem. Em Romanos 5:3-5 O Espírito nos diz: “E não somente isso, mas também nós nos gloriamos nas tribulações; sabendo que a tribulação produz perseverança, e a perseverança a experiência, e a experiência a esperança, e a esperança não traz confusão…” E tudo isso resulta naquilo que Deus quer de nós: CRESCIMENTO ESPIRITUAL.

    As crises, as lutas, as tribulações vêm e vão em nossas vidas. Ter uma vida ao lado de Cristo não significa ausência de tempestades, e sim a convicção de que, quando elas vêm, o Senhor Jesus tem poder para acalmar a todas (e com certeza Ele o vai fazer). Os homens que vivem por conta de si mesmo fatalmente cairão em alguma cilada da vida. Muitas vezes diante de uma encruzilhada seguirão pela estrada de asfalto, pensando que ela é a correta a dirigir, mas nem imaginam que o fim dessa estrada é um grande penhasco que leva à morte. Mas nós, que temos a Cristo como o SENHOR de nossas vidas, que andamos debaixo da direção do Seu Espírito, sabemos que as crises virão, as batalhas chegarão, mas para cada uma delas temos a certeza da vitória que o Senhor tem para nós. E se por acaso você tem achado difícil dirigir nesse caminho que Deus tem te guiado, se tem achado complicado, e até mesmo chora diante de tamanha tribulação, o Todo-Poderoso te diz: “A minha graça te basta, porque o meu PODER se aperfeiçoa na fraqueza.” (II Coríntios 12:9).

    Devemos entender GRAÇA como sendo a presença e o amor de Deus em Cristo Jesus, transmitidas aos crentes pelo Espírito Santo, e que nos outorga, misericórdia, perdão, querer e poder para fazer a vontade de Deus. Toda atividade da vida cristã depende da graça divina. Portanto, se estamos em Cristo Jesus, a sua GRAÇA nos basta. Finalmente, diante de tudo que você tem visto e ouvido hoje em dia, seja sincero consigo mesmo, em quem você tem depositando sua confiança? Parafraseando o Salmista, no Salmo 20:7 lemos na Bíblia que: “Uns confiam em carros, outros em cavalo, mas nós devemos depositar nossa plena confiança no Senhor” Grifo nosso. Que a graça do Senhor seja sobre você, sua família, sua igreja, seu trabalho, enfim, sobre sua vida. Amém!

    Extraído e adaptado:
    Pr. Paulo Marks Cozendey Siqueira – Mestre em Teologia
    Continue Reading
  • 12 horas de clamor pelos povos indígenas

    16 Abril 2015
    1028 Views

    Pela capacitação avançada e continuada que acontece nos meses de janeiro, abril e novembro para líderes indígenas de diversas etnias na região do Alto Solimões –Amazonas.

    Continue Reading
  • Voe Mais Alto

    16 Abril 2015
    746 Views

    Logo após a 2ª guerra mundial, um jovem piloto inglês experimentava o seu frágil avião monomotor numa arrojada aventura ao redor do mundo. Pouco depois de levantar vôo de um dos pequenos e improvisados aeródromos da Índia, ouviu um estranho ruído que vinha de trás de seu assento. Percebeu logo que havia um rato à bordo e que poderia, roendo a cobertura de lona, destruir o seu frágil avião. Poderia voltar ao aeroporto para se livrar de seu incômodo, perigoso e inesperado passageiro. Lembrou-se, contudo, de que os ratos não resistem a grandes alturas. Voando cada vez mais alto, pouco a pouco, cessaram os ruídos que quase punham em perigo a sua viagem.

     

    Agora, dirigindo-me a você, quero que se lembre sempre, de que todos nós estamos numa peregrinação diária, somos viajantes nesta vida rumo a Cidade Santa, rumo ao Céu. E no decorrer desta peregrinação, desta viagem, vamos deparar com todos os tipos de “ratos” em todos os tipos de lugares. Talvez você tenha convivido no seu dia-a-dia, com alguns “ratos” tumultuando ou mesmo tentando destruir a sua vida a nível pessoal, emocional, material e espiritual. E o pior de tudo isso, é que você talvez nem tenha se dado conta disso.

     

    Portanto, se este é o seu caso, que a partir de hoje, você possa ser despertar quanto a isso, e voltar-se verdadeiramente para Deus, “voando” mais alto, para junto da Palavra do Senhor que nos diz em Is. 55:9 “Porque assim como os céus são mais altos do que a terra, assim são os meus caminhos mais altos do que os vossos caminhos, e os meus pensamentos mais altos do que os vossos pensamentos” e em Col. 3:2 “Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra”. E se os “ratos” o ameaçarem destruir por inveja, calúnia ou maledicência, voe mais alto… Se o criticarem, voe mais alto… Se fizerem injustiças a você, voe mais alto… Se tentarem desanimá-lo ou desestimulá-lo, voe mais alto… Se o perseguirem no trabalho, no colégio, na vizinhança, na família, ou mesmo na igreja, ou seja, lá onde for, voe mais alto…  E não se esqueça de que os “ratos” não resistem às alturas… E finalizando, a Palavra do Senhor também nos diz em Is. 40:31Mas os que esperam no SENHOR renovarão as forças, subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; caminharão, e não se fatigarão.”  Que Deus o ilumine, o sustente e o guarde sob suas asasAmém!

     

    Extraído e adaptado: Pr. Paulo Marks Cozendey Siqueira – Mestre em Teologia

    Continue Reading
  • Diretriz Evangelismo

    7 Abril 2015
    738 Views

    Através do link abaixo é possível realizar gratuitamente o download da apostila para ler em qualquer dispositivo ou até mesmo realizar a impressão.

    dwbutton

    Fazer Download

    Continue Reading
  • O que você está fazendo da vida que Deus lhe deu?

    19 Março 2015
    476 Views

    A caminhada da Judéia para Samaria dever ter durado a manhã inteira. Percurso a pé, sob o sol cada vez mais forte. Jesus estava “cansado da viagem” e com sede (Jo 4.6,7), talvez também suado e empoeirado. Então, ao meio-dia, Ele assentou junto ao poço de Jacó para descansar as pernas e beber água. O poço era fundo, quem sabe de uns 30 metros ou mais, e nunca ficava sem água, desde os tempos do patriarca Jacó, que vivera por ali cerca de 2.000 anos antes. A menos de mil metros adiante ficava o famoso monte Gerizim, de onde as bênçãos da obediência eram pronunciadas sobre o povo (Dt 11.29).

     
    Apesar do cansaço, da sede e da fome (os discípulos ainda não tinham chegado com os alimentos que foram comprar na cidade), Jesus iniciou uma longa e sábia conversa com a mulher samaritana que fora apanhar água do poço. Era uma mulher infeliz na vida conjugal, que tinha um histórico sentimental muito complicado. Já tivera cinco maridos e então vivia com outro homem.
    Essa mulher precisava de orientação, apoio e mudança. Ela tinha uma sede interior muito grande, que nem a água do velho poço, nem as sucessivas aventuras amorosas, nem as lembranças nostálgicas do antigo templo do monte Gerizim, destruído cerca de 150 anos antes, lá pelo ano 128 antes de Cristo, não podiam satisfazer. E o Jesus “cansado da viagem” se revelou a ela como o Messias, chamado Cristo, que estava para vir, e lhe deu a “água viva” – aquela água transcendente que mata a sede interior e ainda jorra para a vida eterna (Jo 4. 1-26).

    E quanto a você, como está sua vida hoje? O que você tem feito em prol de você mesmo? Está desanimado, se sentindo fraco, decepcionado com alguém, com a própria vida? Vai caminhando na sua jornada como pode; sem estímulo algum; falta-lhe motivação? Queremos dizer-lhe, que a vida é um Dom de Deus, e por isso devemos vivê-la de modo agradável aos olhos do Criador. Jesus é a única esperança de dias melhores nesta terra e muito mais ainda na eternidade. E do mesmo modo que o Sr. Jesus mudou o rumo, o destino da mulher samaritana descrito na Bíblia, em João, no Cap. 4. Cristo Jesus pode mudar sua vida também hoje, agora!  Basta você ter fé, abrir seu coração e deixar que Jesus venha fazer morada nele e conduzir sua vida para junto a ribeiros de águas tranquilas e eternas. Faça uma oração e peça isso já. E agora que você foi restaurado, é hora de apresentar essa Boa Nova a outras pessoas que estão carentes e também precisam ter um encontro com o único que liberta, restaura, transforma e dá vida eterna, seu nome é Jesus. Amém!

    Texto extraído, elaborado e adaptado pelo:

    Pr. Paulo Marks Cozendey Siqueira
    Mestre em Teologia

    Continue Reading